Ouça agora na Rádio

N Notícia

Leonardo Lima/Arquivo Pessoal

FOTO: Leonardo Lima/Arquivo Pessoal

Ficha não caiu', diz estudante de escola pública com três ouros em olimpíadas de matemática

Catorze anos, três ouros e um discurso que não cabe na sua idade. Leonardo Lima Silva mora na comunidade do Timbó, no bairro dos Bancários, em João Pessoa.

É estudante de escola pública integral, se dedica dia e noite aos sonhos. De 2015 a 2017, foi três vezes campeão da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBMEP), logo depois de, em 2014, ganhar a medalha de bronze.

Mexe bem com os número e com as palavras. “A realidade se mostrava totalmente inversa”, declara. Hoje Léo é criado pela irmã Letícia Valério, de 27 anos. A mãe, Maria da Conceição, partiu cedo. Há menos de um ano são só os irmãos, mas todos dedicados às conquistas de cada um. As de Leonardo começaram a chegar em 2014, por meio de um professor de matemática. “Sempre fui muito apegado e curioso em relação à matemática”, confessa.

A olimpíada, portanto, apareceu como um caminho aberto, uma oportunidade para conhecer de perto a realidade dos números.   “Aquele estilo de prova fez com que eu tivesse um crescimento de aptidão para ir atrás de como a matemática pode nos transformar”, declara Léo. 

Na primeira experiência, passou para segunda fase e conseguiu a primeira medalha na OMBEP, cor bronze, mas tinha a alegria de um ouro.

A partir desse momento, encontrou na matemática uma novo paixão. “Cá estou, realizado pelos meus esforços”, ressaltou Léo.

FONTE: Por Dani Fechine, G1 PB
Link Notícia