Ouça agora na Rádio

N Notícia

Governo de Santa Catarina

FOTO: Governo de Santa Catarina

Equipe da Educação visita escolas na região de Chapecó

A primeira visita foi na EEB Bom Pastor. A escola oferece Ensino Fundamental e Médio, atendendo cerca de 2,2 mil estudantes. Com bom desempenho no IDEB, a unidade conta com projeto de robótica desenvolvido no contraturno - que proporcionou participação em campeonatos nacionais e internacionais -, e projeto de educação física, com atividades após término das aulas.

Na sala do 5º ano, o secretário perguntou aos estudantes que profissão querem seguir. Apenas um disse que quer ser professor, momento usado por Uggioni para enaltecer o trabalho dos docentes. “O professor é a profissão mais importante na vida de vocês. É o professor que forma bons médicos, cientistas, advogados. Sem professor a gente não tem nada disso. Então valorizem o professor de vocês”, destacou.

À tarde, juntamente com a vice-governadora Daniela Reinehr, Uggioni reuniu-se com os servidores na Gerência Regional de Educação (Gered) de Chapecó. No local, reforçaram a intenção de manter uma gestão técnica da pasta, que valorize servidores e a qualidade do ensino. Após bate-papo, Daniela e Uggioni assinaram a ordem de serviço para reforma da EEB Zélia Scharf no valor de 1,7 milhão. Ao todo, a unidade receberá R$ 3,7 milhões de investimentos contando também com a reforma do telhado.

“Isso era algo que a sociedade chapecoense ansiava muito. Hoje chegou o grande dia. É uma alegria muito grande. Essa é a primeira grande obra que nós conseguimos trazer para a região, então eu estou muito feliz”, destacou a vice-governadora.

A dupla também visitou as instalações da futura EEB Professora Zita Flach, que deve passar por adaptações sugeridas pelo Ministério Público antes de entrar em funcionamento. Depois da ida ao colégio, o secretário foi à sede local do MP para discutir como serão realizadas as adequações sugeridas.

Na sequência, foi realizada reunião como prefeito de Chapecó, Luciano José Buligon, e a secretária de Educação da cidade, Sandra Maria Galera. Município e Estado trabalharam juntos para liberação o quanto antes da escola Zita Flech. Também foi acordado um estudo para municipalizar duas unidades do interior de Chapecó que estão com baixa demanda de alunos do ensino fundamental e visando ampliar a oferta da educação infantil. O estudo deve ser concluído até julho.

Visitas continuaram na terça-feira

A manhã de terça-feira começou em Guatambú, na EEF Agilberto Zandavalli. Professores e direção receberam o secretário e equipe da educação. Os destaques da escola são os projetos que envolvem saúde, o Proerd e a parceria com município.

Há poucos quilômetros dali a visita foi na EEB Lourdes Tonin, em Planalto Alegre. A escola completa 70 anos em 2019 e conta com 228 alunos do Ensino Fundamental e Médio. Com paredes coloridas por cartazes e ajudantes em sala de aula, os alunos e professores conduzem seu dia a dia. Informações do colégio para a comunidade escolar e frases espalhadas pelos corredores tornam o ambiente harmonioso e cheio de vida. A diretora da unidade destaca a participação da família na escola e mantém atividades para aproximar ainda mais a comunidade ao ambiente escolar.

Para finalizar a viagem a região, foi a vez de conhecer a EEB Marcolino Rodrigues da Silva e seu belo e importante projeto de inclusão. Três alunos surdos e suas famílias são beneficiadas com a sala de Atendimento Educacional Especializado, que realiza atividades aos alunos no contraturno escolar.

O secretário pode conversar com a professora e instrutora de surdos, Andressa Focco, que é totalmente surda com ajuda do intérprete de libras Robson Felles Maia. “Este é um trabalho inclusivo maravilhoso, principalmente com surdos. Essas boas práticas devem ser repassadas e compartilhadas com outras escolas”, comenta o secretário. Os pais também recebem instruções para melhor compreenderem seus filhos. “Quando os pais caminham junto com os professores e a escola sempre se consegue maior êxito ao final do ano”, enfatiza a professora da escola Elizandra Sillas.

“A nossa presença nas escolas, onde o mundo da educação acontece, é muito importante, pois somente conhecendo a realidade conseguiremos tomar decisões acertadas para melhoria continua da qualidade da educação em Santa Catarina. A conversar com os estudantes foi muito proveitosa no sentido de motivá-los e provocá-los para que continuem investindo com zelo como futuros cidadãos e profissionais e que continuem aproveitando bem este que é o melhor período da nossa vida”, finaliza Uggioni.

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação - SED

FONTE: Governo de Santa Catarina
Link Notícia

Leia também