Ouça agora na Rádio

N Notícia

© AP Photo / Sebastian Scheiner

FOTO: © AP Photo / Sebastian Scheiner

Netanyahu promete 'golpe esmagador' se Hezbollah usar seus 'foguetes de precisão'

O líder do movimento xiita libanês Hezbollah, Hassan Nasrallah, vangloriou-se de seu grupo possuir "foguetes de precisão".

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

Apesar dos ataques israelenses à Síria, além de expressar apoio a Teerã e dúvidas sobre o tão aguardado plano de paz de Donald Trump para Israel e a Palestina.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, prometeu retaliar caso seu país enfrente alguma ação militar do Hezbollah, além de criticar os recentes comentários feitos pelo líder do grupo.

"Se eles nos confrontarem, sofrerão um golpe esmagador, cujos níveis eles não podem nem imaginar", disse o premiê na quinta-feira (20).

Tal declaração veio logo depois que o secretário-geral do Hezbollah, ameaçou Israel com terríveis consequências caso este desencadeie uma guerra contra o Líbano e anunciou que seu movimento havia adquirido mísseis guiados de precisão, apesar das tentativas israelenses de impedir que eles tivessem acesso a tais armas na Síria.

"Não importa o que você faça para impedir a rota [fluxo de armas do Irã ao Hezbollah via Síria], a questão acabou e a resistência possui foguetes de precisão, mísseis e capacidade de armamentos", disse Nasrallah na quinta-feira (20) em um discurso televisionado, citado pelo canal de notícias estatal Press TV, adicionando que avisa Israel sobre um destino "que nunca esperou", caso aconteça uma guerra contra o Líbano.  

Nasrallah demonstrou apoio a Teerã, que foi atingida por sanções norte-americanas após a saída dos EUA do acordo nuclear iraniano, e reafirmou a objeção do Hezbollah ao aguardado plano de paz de Trump para o conflito israelo-palestino, anunciado como "acordo do século".

Apesar de Hezbollah ser considerada uma organização terrorista pelos Estados Unidos e Israel, o grupo criado em 1980 é reconhecido como um partido político legítimo no Líbano e goza de relações estreitas com o Irã.

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia

Leia também