Ouça agora na Rádio

N Notícia

Cesar Greco/Palmeiras/Divulgação

FOTO: Cesar Greco/Palmeiras/Divulgação

Deyverson marca, Palmeiras vence o Corinthians e segue vivo pelo título nacional

Alviverde chegou a 46 pontos na competição, a três do líder Internacional

Informações compartilhadas Superesportes

Se os grandes clássicos são marcados por personagens, o encontro deste domingo entre Palmeiras e Corinthians foi o de Deyverson. O antes criticado e vaiado atacante foi desta vez herói e marcou o gol da vitória palmeirense por 1 a 0 sobre o rival no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, em resultado que marcou a primeira partida do treinador Jair Ventura no comando corintiano.

A partida poderia ser resumida em ataque contra defesa. O Palmeiras formado apenas por três titulares dos jogos recentes (Weverton, Felipe Melo e Dudu) lutou, criou e buscou o gol o tempo todo contra um Corinthians em reformulação. A troca de treinador nesta semana, com a saída de Osmar Loss, deixou a equipe apenas com a ambição de se defender e manter o empate sem gols.

O desejo do Palmeiras de voltar a vencer o rival e a estreia do técnico Jair Ventura no Corinthians não fizeram o clássico ser movimentado. Pelo contrário. No começo, muitas faltas, preocupação com a marcação, passes errados e poucas chances de gol. O time alvinegro conseguiu se reorganizar na defesa como há tempos não se via e demorou para começar a ser pressionado.

Com um jogo sem emoção, as maiores alegrias da torcida no primeiro tempo foram comemorar uma bolada de Felipe Melo em Romero e de Jadson no árbitro. O Corinthians só atacou uma vez. O Palmeiras inverteu posições no ataque para tentar criar jogadas e só começou a chutar a gol perto do intervalo. Um chute cruzado e um cabeceio de Deyerson para foram as ocasiões mais perigosas.

O técnico Luiz Felipe Scolari decidiu ousar para o segundo tempo. Diante de um Corinthians totalmente dedicado a se defender, tirou o volante Thiago Santos e colocou o meia Moisés para ter mais opções de criação e aumentar a pressão sobre o rival. O Palmeiras ganhou mais repertório para trocar passes e, de tanto insistir, o gol saiu aos 11 minutos. Marcos Rocha cruzou para Deyverson se desmarcar e tirar de Cássio.

A vantagem deixou a partida mais movimentada, finalmente, tanto no futebol como nas discussões. O Corinthians fez logo as três substituições para buscar o empate e o Palmeiras encontrou mais espaços. Dudu quase fez um gol histórico após driblar vários adversários e chutar no travessão. O time alvinegro queria reagir, mas esbarrava na própria limitação técnica e pouco ameaçava.

As divididas ficaram mais ríspidas e o clima tenso se estendeu ao do lado de fora. Houve discussão entre os integrantes dos bancos de reservas. Felipão acabou expulso. A última ordem dele à beira do gramado por substituir Deyverson antes que ele recebesse o cartão vermelho. O atacante saiu depois de fazer gol, discutir com adversários e ter o nome gritado pela torcida.

Cinco meses depois de polêmica final do Campeonato Paulista, o Palmeiras conseguiu se recuperar das seguidas derrotas para o rival. O time se mantém na perseguição aos líderes do Brasileiro e agora abriu 16 pontos de vantagem para o Corinthians, uma distância que evidencia o momento atual dos rivais - o time alviverde é o terceiro colocado, com 46 pontos, enquanto o rival está na zona intermediária da classificação, com 30.

Os times voltarão a jogar na quarta-feira pelas semifinais da Copa do Brasil. O Palmeiras receberá o Cruzeiro no seu estádio, enquanto o Corinthians vai visitar o Flamengo, no Maracanã.

PALMEIRAS 1X0 CORINTHIANS

PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis; Felipe Melo, Thiago Santos (Moisés) e Lucas Lima; Hyoran (Jean), Dudu e Deyverson (Willian)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

CORINTHIANS
Cássio; Mantuan (Gabriel), Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Douglas; Pedrinho (Clayson), Jadson e Romero; Roger(Jonathas)
Técnico: Jair Ventura

Gol: Deyverson, aos 11 minutos do 2T (Palmeiras)

Cartões amarelos: Lucas Lima e Deyverson (Palmeiras); Danilo Avelar, Roger e Ralf (Corinthians)

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Data: 09 de setembro de 2018, domingo

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA-SP)

Público: 38.568

Renda: R$ 2.781.213,42

FONTE: Superesportes
Link Notícia

Leia também