Ouça agora na Rádio

N Notícia

Norberto Duarte / AFP

FOTO: Norberto Duarte / AFP

Borja brilha, Palmeiras vence e abre boa vantagem sobre o Cerro Porteño

Atacante decide e garante os gols fora de casa ao time alviverde

Informações compartilhadas Superesportes

Vantagem nas oitavas de final da Copa Libertadores, invencibilidade e 100% de aproveitamento mantido fora de casa na competição. Assim foi o reencontro de Luiz Felipe Scolari com o maior torneio da América, em vitória do Palmeiras por 2 a 0 sobre o Cerro Porteño, no Paraguai, com dois gols de Miguel Borja.

O primeiro tempo não fez jus às expectativas. Recuado, o Palmeiras só conseguiu sua primeira sequência de passes trocados aos 10 minutos. O Cerro, por sua vez, também não conseguiu criar e insistiu nas jogadas de pivô Churrín, atacante forte e bom no jogo aéreo, mas que não esteve bem nesta noite.

Com 28 jogados, os mandantes desperdiçaram sua única oportunidade d abrir o placar, quando Rodrigo Rojas pegou sobra na área, mas bateu para fora. O Verdão, apesar de reter bem a bola, encontrava muitas dificuldades para deixar o campo de defesa, especialmente quando Moisés vinha buscar o jogo e Bruno Henrique atuava adiantado, o que resultava em chutões e lançamentos dos visitantes.

O segundo tempo, porém, foi muito diferente. Com apenas dois minutos, Dudu cobrou falta na área, Churín desviou de cabeça para trás e a bola sobrou para Borja, que dominou meio sem jeito e bateu firme com a canhota. A finalização ainda desviou no marcador e morreu nas redes.

Com a vantagem no marcador, o Alviverde evoluiu taticamente, melhorou no aproveitamento dos passes e passou a apostar nos contra-ataques. Na defesa, a equipe se mostrou bem posicionada e não tomou sustos. Assim, foi premiada com o segundo gol aos 25 minutos.

A jogada começou na defesa, com saída rápida de Weverton para Diogo Barbosa. O lateral avançou até o ataque, tabelou com Borja, recebeu dentro da área e finalizou firme. O goleiro Antony Silva deu rebote que Moisés recuperou. Após girar sob a marcação, o camisa 10 deu linda assistência para Miguel Borja soltar a bomba e definir o marcador.

Após o segundo do colombiano, Felipão não demorou para fechar sua equipe e trocou Hyoran por Jean. A mudança atraiu os paraguaios, que assustaram na base de chutes de longa distância e cruzamentos na área.

Antônio Carlos chegou a salvar chance clara de Benitez e a vibração de Scolari se fez presente em campo. Além da comemoração do zagueiro, até Deyverson, que netrou na vaga de Borja, celebrou quando conquistou arremesso lateral para sua equipe.

CERRO PORTEÑO 0 x 2 PALMEIRAS

CERRO PORTEÑO
 Antony Silva; Raúl Cáceres, Marcos Cáceres (Arzamendia), Escobar e Acosta; Palau e Rodrigo Rojas (Nelson Valdez); Óscar Ruiz, Jorge Rojas (Jorge Benítez) e Novick; Churín
Técnico: Luis Zubeldía

PALMEIRAS
Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo e Bruno Henrique; Hyoran (Jean), Moisés (Thiago Santos) e Dudu; Miguel Borja (Deyverson)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Local: Estádio La Nueva Olla, em Assunção, Paraguai
Data: 9 de agosto de 2018, quinta-feira
Árbitro: Fernando Rapallini (Argentina)
Assistentes: Juan Belatti (Argentina) e Gabriel Chade (Argentina)
Cartões amarelos: Rodrigo Rojas, Churín e Palau (CERRO PORTEÑO); Moisés e Dudu (PALMEIRAS)
GOLS: Miguel Borja, aos 2 e aos 25min do 2ºT

FONTE: Super Esportes / Gazeta Press
Link Notícia

Leia também