Ouça agora na Rádio

N Notícia

AFP / NELSON ALMEIDA

FOTO: AFP / NELSON ALMEIDA

Corinthians perde em casa, mas garante liderança na Libertadores

Timão é surpreendido pelo Millonarios, mas avança em primeiro

Informações compartilhadas Superesportes

O resultado não foi o esperado pelo estreante Osmar Loss, mas a atuação da equipe nesta quinta-feira deixou a primeira impressão de que a mudança na comissão técnica não abalou o elenco do Corinthians. Apesar da reação positiva, o time alvinegro foi surpreendido em casa e perdeu por 1 a 0 para o Millonarios, da Colômbia, pela sexta e última rodada do Grupo G da Copa Libertadores.

O placar não teve grandes efeitos para os dois times. Os colombianos foram eliminados - jogarão a Copa Sul-Americanaa -, mas se despediram por cima - o Independiente bateu os venezuelanos do Deportivo Lara por 2 a 0, na Argentina, e ficaram em segundo lugar. Já o Corinthians assegurou a ponta em uma partida que teve muito mais chances, entretanto o adversário foi mais competente na única oportunidade criada.

O jogo

Em seu primeiro jogo como responsável pelo comando da equipe, Osmar Loss parecia reflexo de Fábio Carille. Equilibrado, não fez grandes movimentações, nem gritou e tampouco esperneou com a arbitragem, como tantos companheiros de função. Parecia satisfeito com o que via em campo. Lá dentro, os jogadores pareciam não sentir diferença no comando.

A torcida também parece ter aprovado o novo comandante. Se antes Pedrinho era sempre o nome mais aplaudido quando era falado pelo sistema de som da arena, o destaque da noite foi Osmar Loss.

Pedrinho, inclusive, viveu uma experiência diferente também. Enquanto Osmar Loss saboreava a experiência de ser treinador do Corinthians, o garoto era caçado em campo de uma forma que há muito tempo ele não sofria. Principalmente Banguero, que cansou de dar pontapé no preferido da torcida corintiana. Mais experiente, forte e acostumado a levar pancada, conseguiu enfrentar a marcação.

Já o time do Corinthians apostou tudo nas jogadas pelas pontas e o toque de bola rápido. Assim, conseguiu envolver facilmente a defesa colombiana. Foram pelo menos três dribles desconcertantes que não se transformaram em gols por detalhes.

Apesar do domínio na partida, a equipe alvinegra exagerou nos erros de passes e muitas vezes propiciou contra-ataques para o Millonarios, que contou com um número expressivo de torcedores. Foram cerca de mil colombianos gritando e apoiando o tempo todo a equipe que tinha uma missão muito difícil. Precisava vencer e torcer para que Independiente e Deportivo Lara empatassem.

E lá foi o valente time colombiano em busca do que pouca gente podia imaginar. Após boas chances nos pés de Jadson - Rivas salvou em cima da linha - e Romero, coube a Carrillo mexer no placar. O meia colombiano acertou um belo chute de fora da área e fez um golaço, aos 27 minutos do segundo tempo.

Com o placar adverso, o domínio virou pressão e ansiedade. Os corintianos pressionaram em busca de pelo menos um empate. Júnior Dutra chegou a marcar um gol, mas o árbitro deu impedimento do lateral-esquerdo Sidcley, anteriormente, em um lance bastante discutível.

Com o passar do tempo, o relógio começou a virar inimigo e a pressão só aumentou, mas então passou a aparecer o goleiro venezuelano Fariñez para estragar a estreia de Osmar Loss.

CORINTHIANS 0 x 1 MILLONARIOS

CORINTHIANS
Walter; Mantuan, Henrique, Balbuena e Sidcley; Gabriel e Maycon; Jadson (Júnior Dutra), Rodriguinho, Pedrinho (Mateus Vital) e Romero (Marquinhos Gabriel)
Técnico: Osmar Loss

MILLONARIOS
Fariñez; Rivas, Figueroa, Palacios e Banguero; De Los Santos, Duque (Carrillo), Salazar (Aragón) e Henry Rojas; Jader Valencia (Quiñonez) e Del Valle
Técnico: Miguel Ángel Russo

Local: Arena Corinthians, em São Paulo
Data: quinta-feira, 24 de maio
Árbitro: Diego Haro (FIFA/Peru)
Público: 30.340 pagantes
Renda: R$ 2.044.105,52
GOL: Carrillo, aos 27min do 2ºT
Cartões amarelos: Mantuan (COR); Rivas e Duque (MIL)

FONTE: Super Esportes / Agência Estado
Link Notícia